topo6

Associação Pública Internacional de Fiéis

Associação Pública Internacional de Fiéis

Inscrição

Aparições do anjo

angel001PRIMEIRA APARIÇÃO
Na primavera de 1916, os três pastorinhos LUCIA DOS SANTOS, com 10 anos de idade, JACINTA MARTO, com sete anos, e o seu irmão FRANCISCO MARTO, com nove anos de idade, viram um Anjo enquanto pastoreavam o rebanho da sua família perto da casa deles, num local chamado “Loca do Cabeço”. Depois de terem almoçado e recitado as suas orações, os três pastorinhos viram pairar uma luz por cima das árvores, que apontava para o Oeste, mais branca do que a neve, em forma de um jovem homem, transparente como cristal e de uma grande beleza. O Anjo identificou-se como o Anjo da Paz e disse às crianças para rezarem a Jesus e Maria, dizendo as seguintes palavras: “Meu Deus! Eu creio, adoro, es pero e amo-Vos. Peço-Vos perdão para os que não crêem, não adoram, não esperam e Vos não amam."

 

SEGUNDA APARIÇÃO
A segunda aparição do Anjo foi durante o verão. Os três pastorinhos passavam a hora da sesta à sombra das árvores quando, de repente, o mesmo Anjo surge outra vez, com a mensagem de que a oração e o sacrifício trariam paz ao seu país: “Orai, orai muito. Os Corações santíssimos de Jesus e Maria têm sobre vós desígnios de misericórdia. Oferecei constantemente, ao Altíssimo, orações e sacrifícios. De tudo o que puderdes, oferecei a Deus sacrifício em acto de reparação pelos pecadores com que Ele é ofendido e súplica pela conversão dos pecadores. Atrai assim, sobre a vossa Pátria, a paz. Eu sou o Anjo da sua guarda, o Anjo de Portugal. Sobretudo, aceitai e suportai, com submissão, o sofrimento que o Senhor vos enviar”. Estas palavras impressionaram muito as três crianças. Elas foram como uma luz que as fez compreender quem Deus é, o seu amor, o valor do sacrifício e a virtude da conversão dos pecadores. Desde então, Lúcia, Jacinta e Francisco começaram a oferecer a Deus tudo aquilo que os mortificava.

 

TERCEIRA APARIÇÃO
A terceira aparição do Anjo foi em Outubro ou em fins de Setembro. Os três pastorinhos estavam a rezar o terço quando o Anjo apareceu, segurando um Cálice nas suas mãos, com uma Hóstia suspensa sobre ele, da qual caíam algumas gotas de sangue para dentro do Cálice. Deixando o Cálice e a Hóstia suspensos no ar, o Anjo prostrou-se no chão e repetiu três vezes a seguinte oração: “Santíssima Trindade, Pai, Filho, Espírito Santo, adoro-Vos profundamente e ofereço-Vos o preciosíssimo Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Jesus Cristo, presente em todos os sacrários da terra, em reparação dos ultrajes, sacrilégios e indiferenças com que Ele mesmo é ofendido. E pelos méritos infinitos do Seu Santíssimo Coração e do Coração Imaculado de Maria, peço-Vos a conversão dos pobres pecadores”.Depois, levantando-se, tomou outra vez o Cálice e a Hóstia nas suas mãos. Deu a Hóstia a Lúcia e a Jacinta e a Francisco deu o contento do Cálice a beber, dizendo ao mesmo tempo:“Tomai e bebei o Corpo e Sangue de Jesus Cristo, horrivelmente ultrajado pelos homens ingratos. Reparai os seus crimes e consolai o vosso Deus”. Mais uma vez, ele prostrou-se em terra e repetiu com os pastorinhos três vezes a mesma oração: "Santíssima Trindade…”. Depois desapareceu.



facebook
     twitter     youtube

Receba a nossa NEWSLETTER